" Pastora de núvens fui posta a serviço
por uma campina tão desamparada
que não principia nem também termina,
e onde nunca é noite e nunca madrugada"

Destino - Cecília Meireles





sábado, 18 de dezembro de 2010

Aquela que acovardou Julieta

   Como primeira postagem oficial do meu blog resolvi ousadamente falar de saudade.
   Muito se fala da sua exclusividade no idioma português,mas acho que isto é mero detalhe,concordo que devemos creditar e reconhecer a sabedoria dos portugueses em criar uma denominação específica para um sentimento tão específico,mas todo mundo sabe o que é saudade.Eu a considero o sentimento mais popular do mundo,mais que o amor,mais que o ódio,que a dor,o medo... porque quase sempre ela está por trás,ligada e originando todos os outros.
    Eu diria que estou sempre com saudade de alguma coisa, aquela saudade gostosa do dia de ontem, ou aquela que te acalenta te fazendo saber que as coisas boas aconteceram, aquela bonita que te faz sorrir sem perceber, aquela desesperadora que quase te mata e que não anda sem suas lágrimas damas de companhia.Saudade que quem se foi e não volta mais, saudade de quem se foi e volta rapidinho,saudade que quem um dia talvez volte.
  O tempo vai passando e a saudade sabe conviver com isso,ela concorda em se omitir, sai de fininho,mas sempre tem alguns aspectos que ela faz questão de atuar.Ela é forte,é guerreira,mas nós tentamos a vida inteira travar luta com ela,na melhor das hipóteses o que conseguimos é entrar num acordo, porque ela sabe negociar,mas também é orgulhosa e vez por outra te alerta de que está alí e te mostra quem realmente manda.
  Eu não sei sei se ela se alia ou me defende do medo,do medo de ficar só,do medo de não ter mais nada, mais ninguém,do medo de está sozinha,de viver sozinha e do medo de gostar disto,do medo de nunca mais sentí-la.Também não sei se isto é bom ou não,mas não posso mais imaginar minha vida sem ela,já somos como irmãs,às vezes ela implica comigo,me faz chorar,mas a própria também me abraça,me espanta as lágrimas e me põe no colo.Confesso que já estou gostando dela e com certeza se ela inventar de partir...adivinha? SENTIREI SAUDADE!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário