" Pastora de núvens fui posta a serviço
por uma campina tão desamparada
que não principia nem também termina,
e onde nunca é noite e nunca madrugada"

Destino - Cecília Meireles





sábado, 8 de outubro de 2011

Canto da Expectativa - Pitanga

  
                                           
     E cá estou eu com meu novo doce pertubar de paz, desta vez inédito!
    Sempre habituada a meus limites economicos e sociais  no respeito ao acesso à cultura ,devido ao meu  pertencimento à classe trabalhadora e com o agravante de sempre  habitante de um doce "fim de mundo", após já ter sido assaltada, escutado tiroteio e respirado poluição, vivo longe de casa e dou-me ao luxo de esperar ansiosa para ser a primeira a retirar da loja a minha cópia do Pitanga, novo disco da Mallu Magalhães.
    A Mallu na minha vida é/foi aquela que chegou e que agora não vai mais. Podendo, por sorte ou não, escutar Shine Yellow antes de Tchubaruba, vejo-me agora como qualquer fã de origem e carteirinha, aguardando fascicular com Porque Você Faz Assim comigo e Highly Sensitive tanto comentadas e elogiadas.
    Meu blog sobre minhas fasciculações também já estava faltando uma postagem diretamente direcionada à Mallu Magalhães, embora ela esteja aqui muito mais do que se pode observar.
  Ainda não ouvi o Pitanga que anda circulando por ai, embora não saiba até quando resistirei, mas ansiedade e expectativa nunca matou ninguém até onde chega meus conhecimentos, embora a cada palavra a respeito do disco eu  fascicule um pouco mais.
    Mallu Magalhães,mais do qualquer qualidade musical ou poética, que sou suspeita e pouco idonea pra ousar avaliar, significa pra mim observer e comprovar como as pessoas são menos diferentes e superiores do que somos levados a acreditar, como por trás das mais sensíveis e sábias palavras e melodias, existe alguém quase igual a você, que sofre dos mesmos dilemas que qualquer pessoa que minimamente pense e questione a vida!  Isto pode não parecer muita coisa, mas é fundamental para te auxiliar a descobrir e deixar fluir suas possibilidades. 
  Mallu Magalhães LIBERTA!

   Enfim, vou permanecer a guardar  meu dinheirinho e percorrer as livrarias.Também não ousarei comentar as faixas nem depois de tê-las ouvido, deixo isso pra quem tem mais poder. A quem ficou interessado, nem sei se posso fazer isto, mas espero não ir pra cadeia, deixou um trechinho já parcialmente publicado e que somente aumenta a doce expectativa do Pitanga.

   Fasciculações a todos!!!


video

Um comentário:

  1. Oi Bárbara! Eu já havia lido esse seu texto sobre Pitanga quando foi retuitado no @about_mallu.
    Muito obrigada pela sua visita e comentários no meu blog! É tão bom achar gente que se identifica com o que a gente sente e escreve.

    Com carinho,
    Laura.

    ResponderExcluir